Erotomania

Erotomania ou Síndrome de Clèrambault

A Erotomania (Síndrome de Clérambault) é a convicção delirante de alguém acreditar que outra pessoa – geralmente em nível de evidência, classe social mais elevada ou status privilegiado – está secretamente apaixonada por ela. É uma condição inserida no espectro das psicoses.

O indivíduo que sofre dessa síndrome também pode acreditar que ele e a outra pessoa, supostamente apaixonada, se comunicam secretamente por meio de métodos sutis como gestos, postura corporal, arrumação de determinados objetos ou palavras aleatoriamente ditas.

Mas como fica a pessoa amada nessa história?

Quando a pessoa amada é alguém publicamente exposta, a interpretação desses indícios infundados também dá pelos canais de mídia (redes sociais, televisão, etc.). No entanto, para esse indivíduo, não há nenhum sentido, pois pode até nem conhecer quem o observa do outro lado.

Por sinal, a pessoa “alvo” geralmente tem pouco (ou nenhum) contato com o indivíduo que sofre de erotomania. Frequentemente, quem se encontra no estado patológico acredita ser o outro (objeto do delírio) quem iniciou a relação fictícia.

O mais comum são casos de indivíduos que sofrem desse delírio tendo como objeto pessoas expostas na mídia. Isso tende a acontecer quando fãs fanáticos vão em direção a cantores, atores, atletas e políticos.

Você já viu algum caso desses acontecer ou ser noticiado? Pois é, esse é o delírio romântico!

erotomania - Erotomania

Saúde mental é tudo!

Dr. Helio Fádel
Psiquiatra