Transtornos Alimentares

Definição

Os transtornos alimentares são caracterizados por uma perturbação persistente na alimentação ou no comportamento relacionado ao ato de se alimentar, resultando no consumo ou na absorção alterada de alimentos. Como consequência, há comprometimento significativo da saúde física ou no funcionamento psicossocial.

 

Características clínicas dos transtornos alimentares

Algumas pessoas com esses transtornos referem sintomas alimentares semelhantes aos geralmente relatados por indivíduos com transtornos por uso de substâncias, como fissura e padrões de uso compulsivo. Essa semelhança pode refletir o envolvimento dos mesmos sistemas neurais, incluindo os implicados no autocontrole regulatório e de recompensa, em ambos os grupos de transtornos.

No entanto, as contribuições relativas de fatores compartilhados e distintos no desenvolvimento e na perpetuação de transtornos alimentares e por uso de substância permanecem insuficientemente compreendidos.

 

Saiba mais sobre os principais transtornos alimentares, de acordo com o DSM-5:

Pica
Transtorno de Ruminação
Transtorno Alimentar Restritivo/Evitativo
Anorexia Nervosa
Bulimia Nervosa
Transtorno de Compulsão Alimentar

 

A obesidade não é inclusa no DSM-5 como transtorno mental

A obesidade (excesso de gordura corporal) resulta do excesso prolongado de ingestão energética em relação ao gasto energético. Uma gama de fatores genéticos, fisiológicos, comportamentais e ambientais que variam entre os indivíduos contribui para o desenvolvimento da obesidade; dessa forma, ela não é considerada um transtorno mental.
Entretanto, existem associações robustas entre obesidade e uma série de transtornos mentais. Por exemplo: transtorno de compulsão alimentar, transtornos depressivos e bipolar, esquizofrenia.
É importante ressaltar que os efeitos colaterais de alguns medicamentos psicotrópicos podem contribuir para o desenvolvimento da obesidade, e esta, por sua vez, pode ser um fator de risco para o surgimento de alguns transtornos mentais (p. ex., transtornos depressivos).

 

Principal referência bibliográfica:

Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM 5
American Psychiatric Association