Transtorno Disruptivo da Desregulação do Humor

Características diagnósticas

A característica central do Transtorno Disruptivo da Desregulação do Humor (TDDH) é a irritabilidade crônica grave. O diagnóstico é desconsiderado antes dos 6 anos ou após os 18 anos de idade.

Essa irritabilidade apresenta duas manifestações clínicas proeminentes, sendo a primeira as frequentes explosões de raiva. Tipicamente, essas explosões ocorrem em resposta à frustração e podem ser verbais ou comportamentais (na forma de agressão contra propriedade, si mesmo ou outros).

A segunda manifestação de irritabilidade grave consiste em humor persistentemente irritável ou zangado, presente entre as explosões de raiva. Esse humor deve ser característico da criança, estando presente na maior parte do dia.

 

Prevalência e desenvolvimento

É um transtorno comum entre crianças que se apresentam nas clínicas pediátricas de saúde mental. Com base nas taxas de irritabilidade persistente crônica e grave, que é a característica principal do transtorno, a prevalência geral de seis meses a um ano do transtorno disruptivo da desregulação do humor entre crianças e adolescentes está dentro de uma variação de 2 a 5%. No entanto, são esperadas taxas mais elevadas em crianças do sexo masculino e em idade escolar.

O início do TDDH é antes dos 10 anos, não se considerando o diagnóstico em crianças menores de 6 anos. Aproximadamente metade das crianças com irritabilidade crônica grave terá uma apresentação que continua a satisfazer os critérios para a condição um ano mais tarde.

O TDDH é mais comum do que o transtorno bipolar antes da adolescência. E os sintomas da condição geralmente se tornam menos comuns quando as crianças se encaminham para a idade adulta.

 

Principal referência bibliográfica:

Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM 5
American Psychiatric Association