Principais abordagens dos Transtornos de Ansiedade

Transtorno de Ansiedade – Avaliação

Considerando que existem inúmeras causas para os Transtornos de Ansiedade, cada paciente merce uma abordagem e avaliação individualizada em sua completude.

Ouvi-lo em sua essência, compreendendo todo seu contexto de vida, dinâmicas familiar, social e profissional, além de como a ansiedade está, de fato, impactando em sua vida, auxiliará o profissional na definição do diagnóstico, na criação de um bom vínculo médico-paciente e no consequente sucesso terapêutico.

Infelizmente, pessoas que sofrem com a ansiedade são comumente discriminadas pela sua condição. Comentários como “basta ter autocontrole” ou “ansiedade não é nada demais”, apenas contribuem negativamente para o indivíduo, já em sofrimento.

 

Fármacos

Diante das primeiras manifestações de Transtornos de Ansiedade, é bastante comum as pessoas procurarem tratamentos farmacológicos, que, de fato, são comprovadamente eficazes. No entanto, devem ser utilizados apenas sob orientação e supervisão médica. A automedicação pode trazer sérias consequências.

Exemplos de medicamentos são os inibidores seletivos da receptação de serotonina – ISRS. Dentre eles, temos a fluoxetina, escitalopram, sertralina, paroxetina.
Outro grupo de fármacos são os benzodiazepínicos/ansiolíticos (clonazepam, diazepam, alprazolam, etc.).

Uma vez que existem inúmeros fármacos diferentes no mercado, é imprescindível que a pessoa seja avaliada por um médico psiquiatra. Trata-se do profissional idealmente adequado em virtude de sua prática clínica em saúde mental. O perfil do paciente, interações medicamentosas, tempo de uso do remédio, possíveis efeitos colaterais, dosagem terapêutica e fármacos alternativos, são apenas alguns dos vários aspectos a serem considerados na escolha do medicamento.

Além dos fármacos, existem outras abordagens fundamentais para pessoas que sofrem com as diversas formas desse transtorno.

 

Psicoterapia

A psicoterapia, visando principalmente a intervenção cognitivo-comportamental, é primeira linha de tratamento em determinados Transtornos de Ansiedade.

 

Mudanças comportamentais

Adotar hábitos de vida saudáveis, como alimentação balanceada e prática de atividades físicas/esportes, podem agir no funcionamento do organismo e promover resultados efetivos.

Por fim, equilibrar as relações interpessoais e promover mudanças comportamentais também são meios auxiliares para tratar quadros de ansiedade.

 

Dr. Helio Fádel
Psiquiatra Clínico e do Esporte