Narcolepsia

O que é Narcolepsia

De uma forma simplificada, a narcolepsia se caracteriza por ataques irresistíveis de sono e também:
– cataplexia (episódios temporários de fraqueza muscular);
– paralisia do sono
– alucinações hipnagógicas (alucinações que acontecem durante o adormecer).

Os ataques de sono podem ocorrer várias vezes durante o dia, sem que a pessoa controle, em qualquer situação (principalmente em circunstâncias monótonas). É comum que após os “cochilos” a pessoa sinta-se descansada.

Diagnóstico

O diagnóstico da narcolepsia é feito com base no quadro clínico, polissonografia e teste das múltiplas latências do sono. A dosagem de uma substância denominada hipocretina -1 no líquido cefaloraquidiano e alguns testes genéticos também podem auxiliar o diagnóstico.

É uma condição que resulta em uma série de problemas na vida social e profissional do indivíduo.
De tal forma, é imprescindível o acompanhamento com um médico especialista em medicina do sono, a fim de se instituir a terapêutica mais adequada.

Tratamento

No geral, o tratamento da narcolepsia inclui o uso de algumas medicações como a Ritalina e o Modafinil para melhorar a sonolência excessiva diurna. Alguns antidepressivos podem auxiliar em quadros de cataplexia.

Por fim, a introdução de algumas medidas comportamentais (como os cochilos programados durante o dia) e orientações individuais de acordo com a necessidade de cada paciente devem ser adotadas.

 

Dr. Helio Fádel
Psiquiatra Clínico e do Esporte