Diferenças entre tristeza, luto e depressão

Você sabe a diferença entre tristeza, luto e depressão?

Quando perdemos alguém que amamos, precisamos aceitar e vivenciar o luto, com muita serenidade e FÉ. É compreender os sentimentos mais profundos e complexos do nosso interior, lidar com eles e ter paciência para que o tempo ajude no processo da dor. Para tudo isso, jamais guardar mágoa, revolta ou culpa no coração. Somente PAZ. Para quem acredita, Deus estará sempre ao lado. Isso que importa!

Logo: tristeza, luto e depressão são fenômenos mentais distintos, mas que podem se “conectar” e gerar muito sofrimento. Por isso, entendê-los é fundamental.

TRISTEZA

Momentos de tristeza, frustrações e acasos infelizes fazem parte da vida. É por meio deles que temos a oportunidade de amadurecer, reformular, elaborar novas perspectivas e seguir adiante. De forma bem simples, a tristeza pode ser entendida como um estado emocional mais pontual, enquanto a depressão é um conjunto de sintomas que perduram por mais tempo: apatia, angústia, alteração do apetite ou do sono, desesperança.

LUTO

O luto é consequência da perda. Seja de um elo significativo entre pessoas amadas/familiares, ou alguém e seu objeto (pode ser algo material ou fase da vida – p. ex., passagem da infância para adolescência, pós-parto) de importância. Como é uma perda inerente na vida de todos, é considerado, portanto, um fenômeno mental natural. No entanto, nem todas as pessoas passam por tal processo de maneira sadia, atentando para a possibilidade de um luto patológico.

– Como diferenciar um quadro de luto comum de um luto patológico ou depressão?
– A pessoa pode ter depressão dentro do luto em que vive?
– Quanto tempo dura o luto?

São elementos que serão minuciosamente analisados por profissionais da saúde mental. Os próprios aspectos culturais, sociais e ambientais de cada indivíduo influenciam em como essa pessoa reage ao trauma/perda. Isso reitera a importância da avaliação da pessoa em sua completude e a individualização de cada caso.

Mais importante que se apegar ao tempo de luto ou à possível coexistência da depressão e o luto, é valorizar o sofrimento, limitações e prejuízos funcionais que a pessoa está enfrentando, prestando a ela a melhor assistência possível, desde cedo.

Tristeza e luto - Diferenças entre tristeza, luto e depressão

 

Dr. Helio Fádel
Psiquiatra Clínico e do Esporte