Ansiedade

Transtorno de Ansiedade

De todos os transtornos psiquiátricos, os Transtornos de Ansiedade são os mais comuns e resultam em considerável prejuízo funcional e sofrimento para a pessoa e seus familiares.
Podem ser entendidos como um “grupo” de condições mentais relacionadas entre si, mas distintas.

Um levantamento feito pela OMS, em 2017, apontou o Brasil como o país de maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade do mundo – 9,3% (e o quinto maior com taxa de depressão – 5,8%). A entidade ainda indica que, pelo mundo, 264 milhões de pessoas sofrem com transtornos de ansiedade, uma média de 3,6%. Tais números representam uma alta de 15% em comparação ao ano de 2005.

De tal maneira, esses dados traduzem o impacto da ansiedade – encarada como um dos males do século – na sociedade atual.

Assim, indo de encontro aos dados alarmantes da OMS, o Estudo Americano de Comorbidade (National Comorbidity Study) relatou que 1 em cada 4 pessoas satisfaz o critério diagnóstico de pelo menos um transtorno de ansiedade. As mulheres (prevalência durante a vida de 30,5%) têm mais probabilidade de ter um transtorno de ansiedade do que os homens (prevalência durante a vida de 19,2%).

Por fim, os principais fatores de risco que podem pesar no caso da população brasileira incluem a situação econômica do país (acredita-se que a prevalência ainda diminui com o status socioeconômico mais alto), os níveis de pobreza, desigualdade, desemprego e recessão. Além disso, são considerados fatores ambientais, como o estilo de vida em grandes cidades.

 

Principais tipos de Transtornos de Ansiedade

Transtorno de Pânico
Agorafobia
Fobia Específica
Transtorno de Ansiedade Social (Fobia Social)
Transtorno de Ansiedade Generalizada

 

E, ainda nesta seção, leia também sobre:

– Ansiedade (normal e patológica) x medo
– Principais abordagens dos transtornos de ansiedade

 

Dr. Helio Fádel
Psiquiatra Clínico e do Esporte