Anorexia Nervosa

O que é Anorexia Nervosa

A anorexia nervosa tem três características essenciais: restrição persistente da ingestão calórica; medo intenso de ganhar peso ou de engordar ou comportamento persistente que interfere no ganho de peso; e perturbação na percepção do próprio peso ou da própria forma.

A pessoa mantém um peso corporal abaixo daquele minimamente normal para a idade, gênero, trajetória do desenvolvimento e saúde física. Frequentemente, o peso corporal dessas pessoas satisfaz esse critério após uma perda ponderal significativa. No entanto, entre crianças e adolescentes, pode haver insucesso em obter o ganho de peso esperado ou em manter uma trajetória de desenvolvimento normal em vez de perda de peso.

 

Definição do peso pelo IMC

A determinação do peso pode ser problemática. Isto porque a faixa de peso normal difere entre as pessoas, e limiares diferentes foram publicados definindo magreza ou peso abaixo do normal.
O índice de massa corporal (IMC; calculado como o peso em quilogramas dividido pela altura em m²) é uma medida útil para determinar o peso corporal em relação à altura.

Para adultos, um IMC de 18,5kg/m² tem sido empregado pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o limite inferior de peso corporal normal. Dessa forma, a maioria dos adultos com um IMC igual ou acima de 18,5kg/m² não seria considerada como abaixo do peso corporal. Por sua vez, um IMC inferior a 17 kg/m² tem sido considerado pela OMS como indicativo de magreza moderada ou grave; portanto, um indivíduo com um IMC inferior a 17 kg/m² provavelmente seria considerado como um peso significativamente baixo. Um adulto com um IMC entre 17 e 18,5/m², ou até mesmo acima de 18,5 kg/m², poderia ser considerado com um peso significativamente baixo se a história clínica ou outras informações fisiológicas corroborarem tal julgamento.

 

Prevalência

Sabe-se que a anorexia nervosa é bem mais comum entre as mulheres, com proporção de aproximadamente 10:1 em relação aos homens. O quadro geralmente começa na adolescência ou início de idade adulta. Raramente se inicia antes da puberdade ou depois dos 40 anos.
Em paralelo, o início desse transtorno costuma estar associado a eventos estressantes, como deixar a casa dos pais para ingressar na universidade. Porém, é importante dizer que o curso e o desfecho da anorexia nervosa são altamente variáveis.

 

Características diagnóstico de Anorexia Nervosa

Indivíduos com anorexia nervosa geralmente exibem medo intenso de ganhar peso ou de engordar. E é importante dizer que esse medo não costuma ser aliviado pela perda de peso.
Na verdade, a preocupação acerca do peso pode aumentar até mesmo se o peso diminuir.

A vivência e a significância do peso e da forma corporal são distorcidas nessas pessoas.
Alguns indivíduos sentem-se completamente acima do peso. Outros percebem que estão magros, mas ainda assim se preocupam com determinadas partes do corpo. Eles podem empregar uma variedade de técnicas para avaliar o tamanho ou o peso de seus corpos. Isso inclui pesagens frequentes, medição obsessiva de partes corporais e uso persistente de espelho para checar áreas percebidas de “gordura”.

A perda de peso é, com frequência, vista como uma conquista marcante e um sinal de autodisciplina extraordinária. Já o ganho ponderal é interpretado como falha de autocontrole inaceitável. Embora algumas pessoas reconheçam sua magreza, elas geralmente não assumem as graves implicações médicas de seu estado de desnutrição.

Na verdade, indivíduos com anorexia nervosa com frequência carecem de insight ou negam o problema. Isso torna importante obter informações com familiares para avaliar a história da perda ponderal e também outros aspectos da doença.

Muitos indivíduos apresentam um período de mudança no comportamento alimentar antes de preencherem todos os critérios diagnósticos para o transtorno. Enquanto alguns se recuperam inteiramente depois de um único episódio, outros exibem padrão flutuante de ganho de peso seguido por recaída. Além disso, outro grupo pode vivenciar um curso crônico ao longo de muitos anos.

A hospitalização pode ser necessária para recuperar o peso e tratar complicações clínicas. A maioria dos indivíduos com anorexia nervosa sofre remissão dentro de cinco anos depois da manifestação inicial desse transtorno.
Entre os admitidos ao hospital, as taxas de remissão podem ser menores.
Por fim, a taxa bruta de mortalidade (TBM) para anorexia nervosa é de cerca de 5% por década. A morte resulta mais comumente de complicações clínicas associadas ao próprio transtorno ou de suicídio.

 

Principal referência bibliográfica:

Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais – DSM 5
American Psychiatric Association